Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo

O Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo (NEUrgMI) da Sociedade Portuguesa da Medicina Interna (SPMI) dedica-se ao estudo da patologia emergente, urgente e aguda, na dependência directa da SPMI, e é constituído por associados da mesma inscritos neste Núcleo de Estudos.

Secretariado: 

Biénio Fev 2019 –  Fev 2021
Coordenadora – Maria da Luz Brazão
Coordenadora adjunta – Susana Marques
Secretariado – Carla Araújo, António Martins Batista, Sofia Nóbrega, Nuno Bernardino, Ricardo Louro, João Sá, José Mariz, Luísa Guimarães, Andreia Vilas Boas e João Porto

Contactos: neurgmi@spmi.pt

História

O Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo (NEUrgMI) da Sociedade Portuguesa da Medicina Interna (SPMI) dedica-se ao estudo da patologia emergente, urgente e aguda, na dependência directa da SPMI, e é constituído por associados da mesma inscritos neste Núcleo de Estudos.
Contextualizando a necessidade de criação deste Núcleo, sabemos que os Internistas trabalham no Serviço de Urgência dos Hospitais portugueses 24h por dia, 7 dias por semana, durante todo o ano. A sua área de actuação inclui ainda Unidades de Cuidados Intermédios e Intensivos.
Durante o plano de formação curricular em Medicina Interna, os Médicos adquirem formação teórica e prática em diversos campos, desde a identificação e tratamento de situações de emergência/urgência, estabelecimento de prioridades nos procedimentos diagnósticos e terapêuticos e manuseamento de situações clínicas complexas.
Pela sua grande capacidade de trabalho em equipas multidisciplinares, percepção da relação custo/benefício e capacidade de liderança, o Internista é o gestor ideal do doente agudo.
A abordagem destes doentes em contexto de urgência exige uma enorme destreza e sistematização de atitudes, detecção rápida e sequencial das disfunções que possam pôr em risco a vida, e instituição de tratamento imediatamente após a sua identificação.
Pela sua capacidade de liderança aliada a um edifício teórico sólido e destreza na execução de técnicas, o Internista é o especialista ideal para lidar com todas as exigências da prestação deste tipo de cuidados médicos.

Pelo exposto, o Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo da SPMI pretende ser um veículo de formação, investigação e desenvolvimento da Medicina Interna em Portugal.

A Medicina Interna Portuguesa conta com a tua colaboração!

Objetivos

  • Aumentar o suporte científico na área da patologia emergente, urgente e aguda
  • Promover meios para a construção de uma formação sólida no âmbito da Medicina de Urgência
  • Estimular a formação médica pós-graduada através da realização de cursos certificados
  • Desenvolver iniciativas de formação em Medicina de Urgência de forma autónoma em articulação com o Núcleo de Estudos de Formação em Medicina Interna (FORMI) da SPMI
  • Criar pontes / interligação com todos os Núcleos de estudo da SPMI
  • Colaborar com o Congresso Nacional de Medicina Interna
  • Contribuir para dignificar e fortalecer a Medicina Interna em Portugal

Plano de Ação

– Melhorar a divulgação do NEUrgMI entre os Internistas
– Organizar anualmente e melhorar a divulgação do Congresso Nacional de Urgência (mantendo a rotação geográfica de forma a cobrir todo o país)
– Dinamizar Cursos pré-congresso com interesse na gestão da patologia aguda e emergente
– Organizar anualmente o curso “O Internista e a urgência”
– Implementação dos protocolos já elaborados:  (- TEP; – TEV; – FA)
– Escrever artigos científicos sobre temáticas do interesse da urgência e do doente agudo
– Manter os Position paper do NEUrgMI sobre temas como por ex: planos de contingência na urgência

Regulamento

 ORGANIZAÇÃO:
1 – O NEUrgMI é constituído por todos os Sócios da SPMI que nele se inscrevam.
2 – São órgãos do NEUrgMI:
a)Plenário:
Constituído por todos os sócios da SPMI inscritos no NEUrgMI.
b) Secretariado:
b.1 – Eleição – é eleito entre os elementos do NEUrgMI em reunião convocada para o efeito.
b.2 – Constituição – é constituído por nove elementos, sendo um deles o Coordenador. Este assegura a ligação do NEUrgMI com a Direção da SPMI.
b.3 – Funções:
– Assegurar a gestão, administração e representação do Núcleo, com a colaboração do Secretariado da SPMI.
– Coordenar as atividades do Núcleo com a Direção da SPMI.
– Promover a divulgação periódica de informações sobre a atividade desenvolvida junto dos sócios da SPMI.

Inscrição

Inscrição no Núcleo


















NOTA INFORMATIVA:

A inscrição no Núcleo destina-se exclusivamente a sócios da SPMI

Declaração de aceitação

Declaro que as informações e os dados por mim prestados no presente formulário são completos, precisos e verdadeiros, comprometendo-me a informar a SPMI – Sociedade Portuguesa de Medicina Interna caso ocorra alguma alteração aos mesmos.

Autorização para o tratamento de dados pessoais

Autorizo o tratamento dos meus dados pessoais acima identificados, pela SPMI nos termos da lei (em particular, a Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro - Lei de Proteção de Dados Pessoais), no âmbito das suas atividades, tendo em vista as finalidades de gestão dos programas de formação e atividades relacionadas com a SPMI. Nos termos da lei, fui informado(a) que me é garantido, enquanto titular dos dados pessoais tratados, o direito de acesso, retificação e eliminação dos meus dados pessoais tratados no âmbito da presente base de dados. Para o efeito, caso pretenda aceder, retificar ou eliminar os meus dados pessoais, deverei contatar website@spmi.pt

Consulte os eventos do Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo:

Eventos Futuros

CURSO: O Internista e a Urgência
Local:
Funchal
Data:
Adiado. Novas Datas Brevemente

6ª Congresso Nacional da Urgência
Data: 1 a 3 de Outubro de 2021
Local: Pavilhão de Feiras e Exposições de Penafiel

Cursos 2020:
Curso Básico de Medicina Intensiva
 – 23 e 24 de Outubro na sede da SPMI
Curso SAV – 29 e 30 de Outubro em Penafiel
Curso de POCUS – 29 e 30 de Outubro em Penafiel
Inscrições e mais informações AQUI

Eventos Passados

CURSO: O Internista e a Urgência,
Local:
Funchal
Data:
28-29 Junho 2019

V CONGRESSO NACIONAL DA URGÊNCIA
Local:
Portimão
Data: 5-6 Outubro 2019
Mais Informações: www.spmi.pt/5cnurgencia/

– Mesa redonda no 24º Congresso Nacional de Medicina Interna: Urgência – 100 defeitos?
Moderadores: Maria da Luz Brazão e Luísa Guimarães; Palestrantes: António Martins Baptista; Nuno Bernardino e Sofia Nóbrega, Maio 2018

Curso O Internista e a Urgência, Funchal, 29-30 Junho 2018

Banca sobre SBV na Festa da Saúde, Porto, 7-8 Julho 2018

– Mesa redonda na I Reunião do Núcleo de Estudos de Medicina Obstétrica: Tromboembolismo na grávida

Moderadora: Maria da Luz Brazão; Palestrantes: Augusta Borges, Carla Araújo, Sofia Silva, Sofia Nóbrega, Estoril, 9-10 Novembro 2018

IV Congresso Nacional de Urgência, Setúbal, 17-18 Novembro 2018.
Cursos pré-congresso: SAV, SAVIC, BASIC, VNI, Ecografia na Urgência e Urgências na Diabetes

PRÉMIO:
Para melhor trabalho de investigação a ser apresentado no V Congresso Nacional da Urgência

Bolsa:
Para Curso O Internista e a Urgência (viagem, estadia e inscrição)

 

Publicações de Interesse

Simulação Clínica, uma forma de inovar em saúde, in Revista da SPMI, vol 22, nº3, Julho/Set 2015
Consulte AQUI o artigo

Atividade dos serviços de urgência hospitalares, in Revista da SPMI, vol 23, nº3, Julho/Set 2016
Consulte AQUI o artigo

Publicações de Sócios:

Viagem pelo Mundo da Medicina de Urgência, in Revista da SPMI, vol 24, nº1, Jan/Mar 2017
Consulte o artigo em AQUI

Resposta à Carta ao Editor, “A propósito do reconhecimento em Portugal da especialidade de Medicina de Emergência”, in Revista da SPMI, vol 24, nº4, Out/Dez 2017
Consulte o artigo em AQUI

Urgência  sem defeitos, existe?, in Just News, Especial Live Medicina Interna, espaço dedicado aos Núcleos da SPMI, Jul/Set 2018

Entrevistas sobre temas de interesse para a população geral:

Plano de contingência da gripe

Golpe de calor, que cuidados à população?

DESTAQUES COVID-19:

Documento:

Recomendações do Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo para a abordagem da COVID-19 no Serviço de Urgência – revisto 30/10/2020 – Consulte AQUI

COMUNICADO DO NEUrgMI sobre a COVID-19:

A COVID-19 é uma doença emergente, conhecida desde há poucos meses, causada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, pelo que todo o conhecimento que temos sobre ela reside sobretudo na experiência de vida real dos vários países que têm sido vítimas desta pandemia, nomeadamente da China e da Itália. Apesar disto, neste pouco tempo, tem sido impressionante o avolumar de artigos científicos sobre a epidemiologia, o diagnóstico e o tratamento desta nova doença.

Sabe-se que 80% da população terá sintomas ligeiros, estando preconizado a quarentena em casa, sob medidas de alívio de sintomas, nomeadamente paracetamol para a febre, descanso, reforço hídrico.

Sabe-se que 15% da população terá sintomas moderados a graves. Irão precisar de internamento Hospitalar. Nesse subgrupo encontram-se os doentes com várias comorbilidades. O papel do Internista será fundamental na optimização terapêutica.

Sabe-se que 5% da população irá evoluir de forma mais grave, necessitando de admissão em Unidade de Cuidados Intensivos (a Sociedade de Cuidados Intensivos emitiu uma série de recomendações e orientações terapêuticas).

Actualmente os fármacos utilizados são off-label. Tratando-se de um vírus novo, ainda estamos todos numa fase de intensa investigação. Estudos robustos e sólidos serão necessários (a Norma 04/2020 de 23.03.2020 da DGS apresenta uma tabela com esquema terapêutico). Existem vários algoritmos terapêuticos, talvez não muito diferentes entre si, mas não validados.

Como todas as doenças agudas, a porta de entrada destes doentes será o Serviço de Urgência dos nossos Hospitais, pelo que o NEUrgMI não podia deixar de se manifestar junto dos internistas que estão neste momento na linha da frente no combate a este agente invisível (nos SUs, nas enfermarias, nos internamentos COVID-dedicados, nas UCIs).

Muitas já foram as orientações e normas emanadas pela DGS consoante a evolução da doença, desde a sua fase inicial, passando pela fase de epidemia até à de pandemia; desde a fase de contenção até à actual fase de mitigação.

Consideramos essencial para todos os internistas que trabalham no SU no cuidado a estes doentes:

– acesso a informação crucial e permanente por parte das instituições e da tutela;
– possibilidade de protecção individual adequada (vidé norma 13/2020 de 21.03.2020 da DGS);
– possibilidade de trabalhar em SUs com adequada definição de circuitos (desde o ADC à alta para domicílio ou ao internamento), tal como define a Norma 04/2020 de 23.03.2020 da DGS.

Se pensarmos que estamos perante uma maratona, temos um longo caminho pela frente.

Esperamos que o conhecimento e as medidas adoptadas (nomeadamente o isolamento social) aplanem a curva de incidência de novos casos de forma a que o SNS e os nossos Hospitais consigam dar resposta.

A resposta que o Serviço de Urgência terá que dar é um desafio enorme para todos.

Coordenadora do Núcleo de Estudos de Urgência e do Doente Agudo
Maria da Luz Brazão

INFORMAÇÃO:

Consulte os documentos da DGS, com as seguintes temáticas:

DGS – Orientação diagnóstico laboratorial: Consulte AQUI Documento PDF

DGS – Orientação Profissionais de Saúde expostos a SARS-CoV-2: Consulte AQUI Documento PDF

Vídeos exemplificativos de colocação de Equipamentos de Proteção Individual, para profissionais de saúde:

KITS DE ALTO RISCO DE TRANSMISSÃO

RISCO BIOLÓGICO: COLOCAÇÃO DE EPIs DE ALTO RISCO

RISCO BIOLÓGICO: REMOÇÃO DE EPIs DE ALTO RISCO

KITS DE BAIXO RISCO DE TRANSMISSÃO

RISCO BIOLÓGICO: COLOCAÇÃO DE EPIs DE BAIXO RISCO

RISCO BIOLÓGICO: REMOÇÃO DE EPIs DE BAIXO RISCO

VÍDEOS DO NÚCLEO DE ESTUDOS:

Iniciativas 2019:

5º Congresso Nacional da Urgência – Vídeo: