Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária

O Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária (SPMI) é constituído por associados da mesma inscritos neste Núcleo de Estudos.

Coordenador: Maria Francisca Delerue

Contactos: nehospdom@spmi.pt

NEHospDom – Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária

SPMI – Sociedade Portuguesa de Medicina Interna
Morada: Rua da Tóbis Portuguesa, n.º 8, 2º andar, sala 9, 1750-292 Lisboa
Telefone: 217520570/217820578
Fax: 217520579
Web: https://www.spmi.pt/nucleo-de-estudos-de-hospitalizacao-domiciliaria/
E-mail: nehospdom@spmi.pt
Facebook: NEHospDom – SPMI (https://www.facebook.com/NEHospDom-SPMI-381624175811065/)

Conheça as informações úteis do Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna.

História

A Hospitalização Domiciliária (HD) é um modelo de assistência hospitalar que se caracteriza pelo internamento de doentes agudos no domicílio, com condições biológicas, psicológicas e sociais que o permitam, com uma abordagem centrada no doente e nas famílias/cuidadores.

Com início de atividade em novembro de 2015, o Hospital Garcia de Orta (HGO) foi o primeiro hospital em Portugal a implementar esta modalidade assistencial, revelando-se, actualmente, como alternativa ao internamento hospitalar convencional.

Os indicadores de saúde obtidos são muito satisfatórios e reconhecidos superiormente pela tutela, sendo de destacar a linha de financiamento no âmbito do SNS para a implementação de mais unidades de HD. Assim, o Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia-Espinho iniciou em Março de 2018 e o Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga iniciou em Novembro de 2018.

Em Outubro de 2018, 23 hospitais e centros hospitalares assinaram a contratualização para início de HD, tornando este conceito uma realidade incontornável.

A HD tem por missão contribuir para o melhor nível possível de saúde e bem-estar dos doentes que necessitem transitoriamente (ou seja, durante fase aguda ou agudizada da doença) de cuidados de nível hospitalar, oferecendo-lhes um serviço de qualidade com o rigor clinico e a visão holística e humanizada da Medicina Interna, sempre que a permanência no hospital seja prescindível. Assenta em 5 princípios fundamentais: voluntariedade na aceitação do modelo, igualdade de direitos e deveres do doente, equivalência de qualidade na prestação dos cuidados, rigor na admissão de doentes e no seu seguimento clínico, humanização de serviços e valorização do papel da família.

Assim, procura-se evoluir para um hospital sem barreiras, mais próximo da comunidade e ajustado às suas necessidades, que garanta mais e melhores acessos aos cuidados de saúde.

O internamento em HD oferece um entorno psicológico mais favorável ao doente durante o período de tratamento e valoriza o papel da família/cuidador, envolvendo-a ao longo de todo o processo e prevenindo desta forma o distanciamento, a rejeição e o abandono. Contribui também para a redução de complicações frequentes do internamento convencional como as quedas, síndromes confusionais agudos, desnutrição e infecções.

A HD tem uma visão abrangente que só pode caber na especialidade de Medicina Interna, assim, com a criação e expansão em curso desta nova realidade, levou a criação de um Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária (NEHospDom) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI).

Objetivos

  1. Promover o levantamento dos recursos actuais disponíveis.
  2. Estabelecer contacto regular entre os associados e promover reuniões para intercâmbio de informações no âmbito da hospitalização domiciliária.
  3. Contribuir para o conhecimento do papel da Medicina Interna na Hospitalização Domiciliária a nível nacional.
  4. Contribuir para a divulgação/formação da Hospitalização Domiciliária no âmbito da Medicina Interna.
  5. Contribuir para a investigação em Hospitalização Domiciliária.
  6. Estabelecer contactos e parcerias de colaboração com outras estruturas actuantes no mesmo campo.
  7. Fortalecer as actividades da SPMI.
  8. Criar condições para a realização destes objectivos.

Plano de Ação

Em processo.

Regulamento

O Núcleo de Estudos de Hospitalização Domiciliária, NEHospDom, organiza-se integrado na política de constituição de Núcleos de Estudos da SPMI, desenvolvendo a sua actuação no âmbito da hospitalização domiciliária.

1. O NEHospDom é constituído por:
a) Sócios da SPMI promotores da constituição do Núcleo (sócios fundadores).
b) Sócios da SPMI que se mostrem interessados em colaborar nas actividades do Núcleo e que para tal se proponham junto do seu secretariado. A sua inclusão no NEHospDom deverá ser ratificada em plenário.

2. São orgãos do Núcleo:
a) Plenário

É constituído por todos os sócios do NEHospDom.

É convocado anualmente e sempre que o Secretariado do NEHospDom ou a direcção da SPMI considerem necessário.

Compete-lhe tomar as decisões gerais relativas ao seu funcionamento, ratificar a inclusão de novos sócios e fazer eleger de dois em dois anos o Secretariado.

Pode ser convocado extraordinariamente por mais de 20% de sócios efectivos do NEHospDom, sendo as decisões alcançadas consideradas vinculativas apenas se estiverem presentes 50% mais 1 dos sócios efectivos.

b) Secretariado.

É eleito entre os sócios do NEHospDom a cada três anos.

É constituído por sete a onze elementos, preferencialmente representantes das várias regiões, sendo um deles o coordenador e até dois coordenadores adjuntos.

O secretariado assegura a ligação do NEHospDom com a Direcção da SPMI. Assegurará a gestão, administração e representação do Núcleo. Coordena as actividades do Núcleo com a Direcção da SPMI. Faz divulgar periodicamente informações sobre a actividade desenvolvida junto dos sócios do Núcleo. Implementa a organização, com a periodicidade julgada adequada, de reuniões de carácter científico onde são apresentados trabalhos realizados no âmbito de hospitalização domiciliária.

c) Grupos de trabalho

São agrupamentos de sócios do NEHospDom que se proponham a actividades específicas no âmbito de hospitalização domiciliária.

Têm autonomia científica, devendo comunicar os seus projectos, iniciativas e conclusões ao Secretariado.

A convite do NEHospDom podem participar nos seus trabalhos científicos não sócios da SPMI, cuja colaboração seja considerada, por um dos orgãos do Núcleo, importante para o cumprimento dos seus objectivos.

3. Inscrições

As inscrições no NEHospDom podem ser realizadas por qualquer sócio da SPMI.

 

Orgãos do Núcleo

 

Plenário

O Plenário é constituído por todos os sócios do NEHospDom

Secretariado

O Secretariado é eleito entre os sócios do NEHospDom.

Para o triénio 2019-2021, o secretariado do NEHospDom é constituído por 10 (dez) elementos, sendo um deles o coordenador e um coordenador adjunto.

 

Coordenadora: Francisca Delerue [Hospital Garcia de Orta (HGO)]

Coordenadora Ajunta: Olga Gonçalves [Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia-Espinho (CHVNGE)]

Secretariado: João Correia (HGO), Rita Nortadas (HGO), Pedro Correia Azevedo (HGO), Vitória Cunha (HGO), Catarina Pereira (CHVNGE), Daniela Mendes (CHVNGE), Marta Monteiro (CHVNGE), Fátima Valério [Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT)]

 

Grupos de Trabalho

São agrupamentos de sócios do NEHospDom que se proponham a actividades específicas no âmbito da hospitalização domiciliária.

Inscrição

Inscrição no Núcleo



















NOTA INFORMATIVA:

A inscrição no Núcleo destina-se exclusivamente a sócios da SPMI

Declaração de aceitação

Declaro que as informações e os dados por mim prestados no presente formulário são completos, precisos e verdadeiros, comprometendo-me a informar a SPMI – Sociedade Portuguesa de Medicina Interna caso ocorra alguma alteração aos mesmos.

Autorização para o tratamento de dados pessoais

Autorizo o tratamento dos meus dados pessoais acima identificados, pela SPMI nos termos da lei (em particular, a Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro - Lei de Proteção de Dados Pessoais), no âmbito das suas atividades, tendo em vista as finalidades de gestão dos programas de formação e atividades relacionadas com a SPMI. Nos termos da lei, fui informado(a) que me é garantido, enquanto titular dos dados pessoais tratados, o direito de acesso, retificação e eliminação dos meus dados pessoais tratados no âmbito da presente base de dados. Para o efeito, caso pretenda aceder, retificar ou eliminar os meus dados pessoais, deverei contatar website@spmi.pt

Eventos Futuros

  • Congresso Nacional de Hospitalização Domiciliária, com periodicidade anual
  • Curso de Formação, com periodicidade semestral (alternando Lisboa e Porto)

Eventos Passados

Publicações de Interesse

Publicações de Sócios

Outras publicações

Investigação

Registos

Recomendações / Orientações Clínicas