Morte provocada a pedido do próprio

QUESTIONÁRIO

A morte provocada a pedido do próprio pode, em breve, ser uma realidade em Portugal. Já pensou como vai responder a uma solicitação destas?

Este questionário tem por objetivo conhecer a opinião dos Internistas portugueses no que concerne:

  1. grau de congruência dos Projetos-Lei com o enquadramento jurídico e ético do exercício da nossa especialidade;
  2. clareza das definições utilizadas para identificar as condições necessárias para aceder à morte provocada a pedido do próprio;
  3. capacitação dos internistas nas competências técnicas necessárias para exercício das funções inerentes ao procedimento de morte provocada a pedido do próprio

É muito importante fazer chegar aos decisores políticos, a opinião dos clínicos. Há um novo ato médico na forja, para o qual poderemos vir a ser solicitados.

O questionário é voluntário e totalmente anonimizado. Pedimos-lhe a sua colaboração dada a importância do problema e relevância da sua opinião.

Inquérito do NEBio - Morte provocada a pedido do próprio
Caracterização da Amostra
Preencha o ano com 4 dígitos
(assinalar todas as que considerar aplicáveis)
(assinalar todas as que considerar aplicáveis)
(assinalar todas as que considerar aplicáveis)

sem opinião  |  Concordo  | Concordo totalmente
https://data.dre.pt/eli/lei/52/2012/09/05/p/dre/pt/html

Obrigado pela sua colaboração. Mantê-lo-emos a par dos resultados deste inquérito. Se as respostas chegarem em tempo oportuno apresentaremos resultados durante o 28º CNMI

 

A Direção do NEBio