Resumos - Consulta
SÍNDROME DE GAVE: UMA CAUSA RARA DE HEMORRAGIA DIGESTIVA
D. Gastroenterológicas   -   Poster
Congresso ID: PO-493   -   Dia 30 de Maio das 16h00 às 16h30 no LCD # 10
CHTMAD- UNIDADE DE CHAVES, SERVIçO DE MEDICINA INTERNA
Ana Rafael, Sérgio Lascasas, João Pessoa Cruz, Inês Soares, Sandra Tavares
O Síndrome de GAVE (“Gastric Antral Vascular Ectasia”) é uma causa rara mas frequentemente severa de hemorragia gastrointestinal alta, sendo responsável por cerca de 4% de hemorragia digestiva alta não atribuída a varizes. A prevalência exata é desconhecida e a patogénese pouco clara, tendo sido associada a diversos mecanismos como stress mecânico, fatores humorais, autoimunes e alterações hemodinâmicas. O diagnóstico constitui um desafio dado que a hemorragia pode estar oculta e o aspeto endoscópico pode ser semelhante ao da gastrite antral ou da gastropatia hipertensiva portal. Baseia-se no padrão endoscópico patognomónico (“watermelon stomach”) e em casos incertos na histologia. Os autores descrevem o caso de uma doente de 52 anos, sem antecedentes pessoais ou familiares relevantes, que recorreu ao Serviço de Urgência por quadro com uma semana de evolução de astenia e melenas ocasionais. Sem outras queixas. Ao exame objetivo apresentava-se pálida, normotensa e taquicárdica (120 bpm). Analiticamente evidenciava anemia normocítica normocrómica (7.0gr/dl, VCM 89fl), leucócitos 2500/ul, plaquetas 104000/ul, LDH 242U/L, VS 48mm3, Ferritina 8.1ng/ml, ferro 38 g/dl, transferrina 344mg/dl e capacidade de fixação do ferro 425g/dl, ácido fólico, vitamina B12 normais, INR 1,20. Estudo imunológico negativo, serologias víricas negativas. A Endoscopia Digestiva Alta evidenciou ectasia vascular antral difusa e telangiectasias do antro com aspeto ´watermelon stomach´. A colonoscopia mostrou presença de sangue digerido a nível do colon e reto, sem origem identificável. Realizou videocápsula que evidenciou múltiplas angiodisplasias gástricas sangrantes. Foi efetuado tratamento com argon plasma, apresentando a doente hemoglobina estável desde o procedimento. Neste caso a causa da hemorragia encontrada é infrequente nesta faixa etária, salientando-se a importância do diagnóstico preciso desta entidade, dada a possibilidade de uma abordagem terapêutica específica.
2014 Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: b-online.pt