Resumos - Consulta
ENFARTE AGUDO DO MIOCÁRDIO E ATINGIMENTO MULTI-ORGÂNICO APÓS COLONOSCOPIA
D. Cardiovasculares   -   Poster
Congresso ID: PO-278   -   a partir do dia 29 de Maio nos LCDs
CENTRO HOSPITALAR DE LISBOA OCIDENTAL, EPE - HOSPITAL DE SãO FRANCISCO XAVIER, UNIDADE DE CUIDADOS INTERMéDIOS, SERVIçO DE MEDICINA, UNIDADE FUNCIONAL MEDICINA IV
Ana João Pissarra, Mariana Malheiro, Ana Rita Costa, Liliana Fernandes, Carolina N. Gouveia, Vítor Batalha, Luís Campos
Introdução: Aquando da realização de procedimentos diagnósticos ou terapêuticos em doentes com factores de risco vascular deve ser avaliada a situação hemodinâmica e reserva cardíaca do doente, de modo a ser ponderado o risco-benefício do exame. Caso clínico: Homem, 75 anos, com síndrome metabólico, cardiopatia isquémica e fibrilhação auricular, anticoagulado. Foi submetido a colonoscopia electiva (para remoção de pólipo) com posterior quadro de diarreia profusa (colite química). Foi à urgência por lipotimia.À entrada: desidratado, hipotenso, bradicárdico e com sinais de hipoperfusão periférica. Electrocardiograma com bloqueio auriculoventricular completo e supraST em DII, DIII e aVF. Analiticamente: troponina de 49µg/L, creatinina de 7mg/dL e K+ 4,0 mmol/L. Ecocardiograma: ventrículo direito dilatado com hipocinesia da parede e septo. Evoluiu para choque cardiogénico, em contexto de Enfarte Agudo do Miocárdio. Foi colocado pacemaker provisório, iniciou suporte aminérgico, técnica dialítica e ventilação mecânica invasiva. Face ao prolongamento da ventilação foi necessário realizar traqueostomia. Foi submetido a coronariografia com revascularizacão com stent revestido na coronária circunflexa. Foi transferido para a Unidade de Cuidados Intermédios para prosseguimento do tratamento médico e reabilitação por polineuropatia dos cuidados intensivos. Evoluiu com quadro de colestase hepática, com colangiopancreatografia retrógrada endoscópica a demonstrar litíase biliar.Por impossibilidade de esfincterectomia (anticoagulação e dupla antiagregação) foi efectuada drenagem e colocada prótese biliar, com posterior evolução global satisfatória. Conclusões: Os autores pretendem salientar que a iatrogenia associada aos diferentes atos médicos não é desprezível e pode ter um impacto muito significativo a nível da sobrevida do doente, tempo médio do internamento e custos hospitalares. Por isso, devem ser identificados os doentes de maior risco para aplicação de medidas preventivas.
2014 Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: b-online.pt