Resumos - Consulta
´HOT-LUNG DISEASE´ EM TRABALHADORA DE ESTUFA
D. Respiratórias   -   Poster
Congresso ID: PO-1161   -   a partir do dia 29 de Maio nos LCDs
HOSPITAL SANTA MARIA MAIOR - BARCELOS
João Pedro Abreu
JACC, 39 anos, sexo feminino, sem antecedentes de relevo, empregada numa estufa de flores. Recorreu ao SU, a 01/03/2014, por tosse seca, dispneia para grandes esforços e dor torácica do tipo pleurítico. Efetuou Rx Tórax, que revelou hipotransparências simétricas ténues na metade inferior de ambos os campos pulmonares, tendo sido medicada com terapêutica inalatória. A 13/03 recorreu a clínica privada, por persistência de sintomas, institui-se Azitromicina 500 mg id, 3 dias. A 22/03, por ausência de melhoria, recorreu novamente ao SU do nosso hospital. Referia agravamento da tosse e da dispneia. Ao exame físico apresentava-se eupneica, saturações periféricas de 96%. Radiologicamente evidenciava hipotransparências nodulares milimétricas difusas bilateralmente, com envolvimentos dos campos pulmonares superiores e inferiores. Internou-se para estudo. No internamento, fez estudo analítico, tendo-se revelado sem alterações; TC Tórax de alta resolução (TCAR) – “Padrão micronodular difuso, com inúmeros micronódulos de contornos irregulares e mal definidos a traduzir patologia intersticial alveolar atípica.” – Lavado Broncoalveolar com “alveolite linfocítica intensa. Razão CD4/CD8 diminuída.” – Provas Funcionais Respiratórias (PFR) – “alterações ventilatórias restritivas e difusão álveolo-capilar severamente diminuída”. Efetuou Biópsia Pulmonar com “Quadro morfológico de alveolite alérgica extrínseca (Pneumonia de Hipersensibilidade - PH). Ao se identificarem granulomas bem constituídos levanta a possibilidade de se tratar de Hot-tub Lung Disease a ser esclarecida pela clínica.” Dada a história sugestiva de PH subaguda, iniciou corticoterapia com Prednisolona em dose de 1 mg/kg/dia durante 14 dias, tendo-se documentado melhoria clínica. Teve alta orientada para Consulta Externa. Actualmente encontra-se assintomática, medicada com Prednisolona 5 mg id. TCAR controlo com envolvimento periférico lobos médios e superiores; PFR e prova da marcha normais.
2014 Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: b-online.pt