Resumos - Consulta
LINFOMA DO MANTO LEUCEMIZADO. A PROPÓSITO DE UM CASO CLÍNICO.
D. Hematológicas   -   Poster
Congresso ID: PO-055-05   -   Dia 13 de Março das 07h30 às 08h30 na Sala Mezanino - Pestana Forum
ULSAM, EPE - HOSPITAL DE SANTA LUZIA - VIANA DO CASTELO
Lúcia Meireles Brandão, Edite Marques Mendes, Soraia Oliveira, Joana Martins, Fernando Gomes, Diana Guerra
INTRODUÇÃO: O linfoma do manto é um linfoma de células B maduras. Corresponde a cerca de 7% dos Linfomas Não Hodgkin (LNH). A sua incidência aumenta com a idade e tem um comportamento agressivo, com má resposta à terapêutica. CASO CLÍNICO: 73 anos, sexo masculino, ex-fumador, com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) e cor pulmonale. Recorre ao Serviço de Urgência por astenia, anorexia e agravamento da dispneia habitual, com 5 dias de evolução. Desde então alectuado e a necessitar de oxigenoterapia 24 horas/dia. Também terá notado o aparecimento de edemas palpebrais e adenopatias na região cervical e axilar. Na admissão estava prostrado, emagrecido, apirético, hipotenso e taquicárdico. Apresentava múltiplas adenomegalias palpáveis (occipitais, retroauriculares, cervicais, sub-mandibulares, axilares e inguinais) e acentuada hepatoesplenomegalia. Analiticamente: anemia (Hb: 8,1g/dl) e no esfregaço de sangue periférico identificaram-se metamielócitos, mielócitos e células blásticas. Desidrogenase láctica (LDH): 600UI/l, Proteína C reactiva: 12 mg/dl e Fosfatase Alcalina (FA): 322UI/L. Na gasimetria era evidente insuficiência respiratória tipo 2. É internado para estudo. Serologias VIH, HCV, HBV, CMV, EBV negativas. TAC cervico-toracoabdominopélvica: inúmeras adenomegalias dispersas em vários territórios e acentuada hepatoesplenomegalia, com ascite de pequeno volume. Aspirado medular, fenotipagem de medula óssea, biópsia óssea e histologia ganglionar : compatíveis com LNH do manto com invasão medular, leucemizado. Durante o internamento houve agravamento clinico, por infecção respiratória. Faleceu 9 dias após a admissão. CONCLUSÃO: Destaca-se este caso pela manifestação clinica exuberante e rápida progressão fatal. Trata-se de um linfoma com mau prognóstico. O tratamento deve ser individualizado e geralmente é instituído em doentes com bom performance status.
2013 Sociedade Portuguesa de Medicina Interna. Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: b-online.pt